segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Custa. E muito.

"A coisa mais difícil e a coisa mais certa são normalmente a mesma coisa." Desculpa.

domingo, 14 de agosto de 2011

Memories.

 Irão sempre perseguir-te.

Já se está mesmo a ver que vou gostar ...


"...levar com uma brisa fresca pela minha floresta encantada acima..."
Okaaaaaaay, gosto :D

"Se queres deitar fora antigas memórias, só tens que construir memórias novas."


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Não adoram quando as pessoas deixam de falar convosco de um dia para o outro, literalmente, e passados 4 ou 5 anos pedem desculpa? Eu adoro.
Adoro quando dizem que não merecíamos aquilo, que foi um erro...
O meu primeiro pensamento foi: "Que querido... Antes tarde que nunca, ao menos sabes que fizeste mal."
Mas não o evitei o segundo: "Mas afinal o que queres? Deves estar a precisar de alguma coisa..."
Adivinhem qual estava certo...
Fácil, não é?

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Confusa, acho eu...

Quando A, B, C, D, E, F, G e H... querem a nossa atenção e o nosso tempo, a coisa torna-se difícil. Principalmente quando exigem sem dar de volta, quando estão habituados a que nós sejamos sempre capazes de fazer tudo por eles.
Mas chega uma altura em que temos que escolher.
Não é que eu goste muito de constatar isto, mas acho que somos egoístas e escolhemos simplesmente o que é melhor para nós. Bah, tento pensar que já desculpei muitas vezes, que esperei muitas vezes, que dei muitas oportunidades que não foram aproveitadas, que já fui eu a chorar muitas vezes (ou sempre, parece-me). Não justifica, mas acalma a tempestade cá dentro.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

E o meu telemóvel "auto-formatou-se" e apagou as 5 mil mensagens que eu guardava religiosamente, divididas em pastas, por anos e pessoas. :'(