domingo, 20 de novembro de 2011

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Finalmente.
Horas que parecem minutos quando não queremos que o tempo passe.
(Era uma vergonha nunca ter andado, e passar por ele quase todos os dias...)



terça-feira, 15 de novembro de 2011



Porque esperar, às vezes, dói.
Porque controlar, às vezes, cansa.
Porque, às vezes, precisamos mesmo de um abraço.
De um abraço que diga tudo.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Hoje percebi que não posso caminhar ao teu lado.
Atrapalho-te.
Simplesmente devia manter-me atrás de ti. Afinal, é o último local para onde vais olhar. E só o vais fazer se precisares. Assim não me arrisco a más respostas.