segunda-feira, 26 de julho de 2010

"Well all I really wanna do is love you
A kind much closer than friends use
But I still can't say it after all we've been through
And all I really want from you is to feel me
As the feeling inside keeps building
And I will find a way to you if it kills me
If it kills me"
 
 
Às vezes sinto que não posso dizer-te tudo. Tenho a sensação de que se estivesse cara a cara contigo, o diria.
Mas penso que se não disse naquele dia, talvez não conseguisse dizer agora, também.
E penso que neste momento, já não estaria afectada pelo choque da mudança que estava a acontecer ali, e que eu não consegui impedir, e isso ajudaria a que eu dissesse tudo o que tenho aqui acumulado.
Agora, só estaria afectada pela dor. E por alguma resignação.
Deduzo que um dia vou conseguir dizer-te o que não disse a ninguém. Nem escrevi. Porque vais ser o primeiro a sabê-lo. Nem que isso me mate por dentro.

Sem comentários: