sábado, 18 de setembro de 2010

Uma semana de aulas.
Sabes, não sabia como reagir quando te visse. Quando tivesse que olhar nos teus olhos e sorrir. Quando tivesse que passar por ti.
Não sabia se devia falar, se devia evitar-te, se devia falar o estritamente necessário, se devia tratar-te como outro amigo qualquer ou dar-te a atenção que o meu coraçãozinho tem guardada para ti.
Mal cheguei, vi-te. É uma coisa chamada "radar" que eu tenho, e que ainda está sintonizado para ti.
Mas nesse momento os outros ajudaram, porque correram para mim, porque rimos, porque me abraçaram de saudade.
E guardei o último abraço para ti.
E estava com tanto medo que não o aceitasses, como às vezes não aceitas os meus carinhos, por mais inocentes e involuntários que sejam.
Desculpa olhar para ti de cinco em cinco minutos, desculpa sorrir quando vejo que olhas para mim também, desculpa continuar a contar-te as minhas coisas, desculpa continuar a tocar-te, desculpa continuar a ser eu.
Mas só continuo, porque ainda adoro que me sorrias, que caminhes na minha direcção, que olhes para mim pelo cantito do olho, que brinques comigo.
Acima de tudo, gostava que me abraçasses mais vezes.
Tinhas saudades tuas.
Uma semana.


4 comentários:

Carla disse...

Se beberes menos vias ver que te lembras.Conselho de amiga.:'D
E devias ter era saudades minhas não dessa personagem.^^

Sílvia disse...

Minha linda, nem sei o que dizer... olha sabes sabes, é como a carlinha diz devias ter saudades minhas eh eh eh eh :D

nostalgia á parte devias ter saudades nossas (e eu sei que tens, logo faço-te a folha!) =P

Força butterfly!!!

Love you ****

Cris disse...

A Carla é que tem razão.
Quer dizer, eu venho aqui, a pensar que escreveste alguma coisa de jeito e vejo isto. -.-'
Tipo, era quem te fodesse.
Vómitos, mas muitos. :p

Liliane disse...

Tb tenho saudades vossas. E das nossas tardes :)

Era quem me fodesse? N digas isso duas vezes :p

Vótmitos nao, n digas isso.