sexta-feira, 30 de março de 2012

"Falta-me, que tu vês. Falta-me, que eu vou atrás."

Às vezes, não importa a hora, nem o dia, nem o local.
Com alguém que nos cative de verdade, o resto torna-se mesmo secundário.
Mas quando àquela hora simplesmente deu, o dia estava cheio de sol e o local era perfeito, a coisa melhora. :)
Há pessoas que procuram tanto, usam tanto, deitam tanto fora, em busca daquilo que não faz sentido nem falta nenhuma. As coisas que nos deixam realmente de coração cheio são tão fáceis de dar...
Significa tanto um momentozinho de carinho assim... E assuntos parvos, e mimo, e conversas sérias, e silêncios calmos, e confiança, e presença.
Se soubesses, davas-me ainda mais.

Sem comentários: