segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Fiquei com o teu cheiro em mim.
Parecia que em cada movimento ainda te sentia perto, encostado, abraçado, tornando-me uma parte de ti e tornando-te na melhor parte de mim.
Um carinho, um beijo mais arrojado vindo por acidente, uma mão que desliza, um olhar que fala... E eu ganho um novo fôlego de cada vez que estou contigo.
Esqueço o que passei, o que estou a passar, esqueço aquilo que ainda tenho que fazer.

Esqueço-me de mim para me dedicar a ti.
És um colo que me protege, um abraço que me conforta; um porto seguro, que nunca me nega apoio.
És uma nova sensação de cada vez que te aproximas. És tudo.
É tão bom sentir-te. Não consigo explicar-te!
Quando sinto o teu toque...inconfundível; o peso das tuas mãos em mim; quando os teus olhos estão de frente aos meus e não se desviam; quando sinto a tua pele a tocar a minha; quando falas e não deixas que mais ninguém oiça; quando estás comigo e pareces longe, mas logo te revelas muito mais perto que todos os outros; quando estamos próximos mas mantemos a distância; quando não amamos, mas pedimos e damos tudo um ao outro; quando tu és tu, comigo, e me fazes ser uma nova pessoa contigo…
Não consigo explicar-te.

3 comentários:

Cris disse...

"(...) quando não amamos, mas pedimos e damos tudo um ao outro (...)"

É amor. :p

KákáChi disse...

E as borboletinhas na barriguita ah??
É bom não esquecê-las ^^
"Textos escritos durante a missa têm outro sentido" xD

Obrigada minha pisca ;)
Só o que te tenho a dizer *.*

SPisco disse...

"quando os teus olhos estão de frente aos meus e não se desviam"
Sei perfeitamente o que isto causa. Sei perfeitamente como te sentes quando isso acontece.

Minha querida, É o AMOR (;