quarta-feira, 19 de maio de 2010

"Julguei que eram pessoas.
Eram pedras frias, à minha frente, imóveis e insensíveis.
E é por essas pedras que luto, para que voltem à vida.
E para que volte a ter o que tinha."


2 comentários:

Cris disse...

Toda a gente tem um motivo, como diz o Ian.

SPisco disse...

Por debaixo dessas pedras frias estão corações quentes adormecidos. Basta acorda-los.