sábado, 7 de agosto de 2010

7º Desejo




Sentir o vento a levar os nossos cabelos, desordeiramente.
Ver o trigo a flutuar, ordeiramente.
Fechar os olhos por culpa daquele arrepio que me provocas.

E poder correr naquele campo, e poder abraçar-te, e deixar que me pegues ao colo, como naquele dia, naquele jardim.

Sabias que tinha esse desejo?

3 comentários:

Cátia Seabra disse...

Fiquei espantada ao voltar a este cantinho e deparar-me com uma saga de desejos por cumprir que parecem inquetar-te.

Nunca é tarde tornar os nossos sonhos realidade. Mesmo que não seja com a mesma pessoa que ansiávamos há algum tempo atrás, pode ser que um dia aconteçam e te façam viver aquilo que ficou por viver. Mas não te entristeças por ter acabado, sorri por ter acontecido e, acima de tudo, por ter acontecido da maneira que aconteceu.
Quero ver-te feliz, minha pequenina :)

Gil disse...

Eu aposto que tu vais querer ter um orgasmo literário:

www.mmeloup.wordpress.com

Vá, sem badalhoquices, passa por lá.:D

Liliane disse...

Claro q fico feliz, ficarei, querida. Mas dói. Irá doer sempre.
Quero concretizar, mas só com aquela pessoa com quem faz sentido... :(
Obrigada por vires aqui. És um amor, tu sabes *.*

Passo sim, Giiiiil :)