segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

É isto que fica...

Foi uma noite. Só uma.
Uma noite em que ele foi só dela.
Uma noite em que ela foi dele como nunca foi de ninguém.
Uma noite que não se vai repetir.
E no entanto, se ela voltasse atrás, fazia tudo de novo.
Porque nada é mais importante que ver, pela primeira vez, os olhos de quem se gosta ao acordar.
E o dia que nasceu, para ela, foi o melhor de sempre, porque acordou abraçada a ele.

5 comentários:

Marina disse...

Sim é lindo acordarmos ao lado de quem gostamos *.*
pode até mesmo terminar rápido mas será que a recordação já não é suficientemente boa para nos fazer feliz ?!

Liliane disse...

A recordação alimenta-nos. A recordação, felizmente, nunca nos deixa.

Marina disse...

É o melhor para sermos felizes, as recordações, as memórias ... Tu que nos aviva a memória e nos enche o coração :s

J disse...

Hahaha tanta lamechice, tanto melanço, mas o que me salta à vista é que, na terceira foto, o gajo está mesmo com ar de quem foi apanhado a fazer o que nao devia x)

Liliane disse...

Tu és do piorio, J :p
A lamechice é genuína, juro!