quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Finalmente.
Horas que parecem minutos quando não queremos que o tempo passe.
(Era uma vergonha nunca ter andado, e passar por ele quase todos os dias...)



Sem comentários: