domingo, 22 de janeiro de 2012

Lamechices que não me saem da cabeça.

Sabe tão bem quando alguém cuida de nós.
Quando até estamos distraídos a fazer algo mesmo importante, e alguém nos abraça, repõe o lugar daquele caracolzito rebelde, brinca com o nosso relógio, nos pega ao colo, nos beija a testa...
E quando alguém nos abraça enquanto lavamos a loiça, nos despeja uma embalagem de caramelo líquido na cara enquanto fazemos o jantar, vai connosco às compras, nos devora os mil chocolates do armário enquanto nos ataca com cócegas...
Depois de se ter isto é que se vê como esperar vale mesmo a pena.
Um abraço, enquanto brincas com o cabelo que me cai pelas costas fica no meu pensamento mais tempo do que poderás imaginar.
Porque as pequenas coisas são tão boas que nem quero pensar em ter as grandes.







5 comentários:

Incógnita disse...

os melhores momentos são os mais simples :)

Dark Angel disse...

Sem dúvida que as pequenas coisas são importantes, mas pensa que não são tudo... e precisámos das grandes coisas para nos sentirmos amados e de certa forma felizes a 100% :)

Liliane disse...

Certo, precisamos de ambas as coisas. =) Mas é preferível quem nos dê as pequenas coisas, do que quem nos promete as grandes e acaba por nos levar tudo, tudo... e não nos dar nada.

Dark Angel disse...

Por vezes tem que se confiar nas pessoas e dar lhe uma segunda oportunidade, pois é por essa pessoa que ficamos na cama a pensar noites e noites seguidas....

Liliane disse...

De acordo. Até que chegamos a uma altura em que constatamos que magoamos muita gente, e pior, que nos magoamos a nós próprios, ao darmos a 15678390231920 ésima oportunidade. À medida que os dias vão passando, esgotam-se as forças e perde-se a esperança. Quando não vemos o que nos prometeram, como continuar a dar tudo como se estivéssemos felizes?