quinta-feira, 14 de junho de 2012

Precisava mesmo de um abraço agora. De ficar assim quietinha, no mimo, no quentinho... A sentir apenas os perfumes e as respirações. Precisava mesmo de parar de pensar. Precisava mesmo de ti.
Há dias em que me sinto mesmo sozinha. Sinto-me mesmo a mais.

Sem comentários: