sábado, 3 de abril de 2010

Quatro coisinhas pa ti: O-bri-ga-do!

Aproximas-te a cada dia, descobres segredos em cada conversa, tornas-te mais importante em cada carinho.
Há quem não perceba isso e confunda o que vamos sentindo, baseando-se apenas nos factos, no que lhes é visível. E o que eles não vêm? E o que eles não sabem?
"Fica a ser o nosso segredo."

Aquilo que te digo e aquilo que me dizes, são coisas consecutivamente mais sérias e mais divertidas, mais secretas e mais nossas. Acho que é por isso que o que eles tentam fazer não resulta, o que eles dizem não tem relevância... :)
Oh, gosto tanto que confies em mim! Isso ajuda-me; amigos assim nunca são demais!
Que eu confio em ti, já não é novidade... Mas quando começas a revelar-me o que és e o que sentes, transformas-te numa peça ainda mais incontornável, arrisco o adjectivo essencial.

Resta-me agradecer-te, outra vez. É a única coisa que tenho para te dizer aqui. O resto, tu já sabes.

Um obrigado gigante *.*

Sem comentários: